Sertão Para Ser Do Ceará

O não me deixes

É quase possível sentir o calor do fogão à lenha, o cheiro dos bolos, dos assados, guisados, das bebidas e dos intermináveis doces. Como não sentir vontade, ou diria até mesmo fome, para se esbanjar em um baião de dois, paçoca, sarrabulho, tapioca, mal-assada e no bolo de milho? Senti até saudade do que nunca provei.

Do sertão se faz arte: O joalheiro que faz da natureza sua matéria prima

Ao chegar à oficina do joalheiro Francisco Antônio Rabelo, pude sentir logo de cara a energia boa daquele lugar. O artista lapidava mais uma pedra, que depois viria a ser mais uma linda jóia produzida por ele.

O Castigo veio a Cavalo

Mais um conto sertanejo, com fundo histórico e memórias de relatos que ouvi na infância, é o que vou apresentar a seguir.

O velho Fortaleza x Ceará e a rivalidade saudável dos primos que fazem desse clássico seu estilo de vida

Quem transita pelas ruas de Quixeramobim alguma vez na vida já deve ter se deparado com um fusca branco, com vários símbolos do Fortaleza e repleto de enfeites em azul e vermelho. O fusquinha é atração por onde passa, chamando muito a atenção dos populares.